Voltando às postagens? Vamos tentar…

Muito já aconteceu desde a última postagem em 30 de maio de 2015. São praticamente dois anos de ausência dessa plataforma… Mas de uma coisa tenho certeza, não dá para voltar no tempo e resgatar dois anos de notícias. Impossível! Pelo menos, por enquanto. Pois muitos fatos ocorreram e continuam nas manchetes da mídia: a lama em que a política brasileira se encontra, as imensas ondas de refugiados que buscam abrigo e asilo nos países europeus e as reações adversas que estão causando, as eleições nos EUA e as metas e diretrizes polêmicas do novo presidente, e por aí vai… para citar apenas alguns acontecimentos. Sim, preocupantes! Muito preocupantes!

Lembrando de alguns fatos informados por este blog:

  1. A polêmica reconstrução do Palácio da Cidade de Berlim: o processo começou com um concurso em 2008. Em 2011 começaram as obras, com a limpeza do terreno, antes ocupado pelo Palácio da República, da antiga Alemanha Oriental. Foram efetuados trabalhos de levantamento arqueológico. Por que polêmica? Muitos habitantes, políticos, empresários e representantes de outros setores da sociedade alemã são da opinião de que não há justificativas para a fortuna a ser gasta na reconstrução de um palácio que representa o período da monarquia, podendo esses recursos serem aplicados em outros serviços mais necessários. Por outro lado, também há inúmeros defensores da reconstrução do palácio, apresentando um sem número de motivos para a importância histórica, social, tecnológica, de auto-estima do povo berlinense, dentre vários outros. Enfim, continuamos acompanhando a evolução dos acontecimentos…
  2. A não menos polêmica construção da Elbphilharmonie, o maior complexo de salas de espetáculos da cidade de Hamburgo, que foi inaugurada no início deste ano, em 11 de janeiro, com tudo “estourado”: orçamentos, prazos de conclusão etc. (Isso não acontece somente no nosso país. Lá também causou espanto, revolta e até indignação.) Mas… está funcionando e, assistindo a um vídeo gravado por drones que percorreram seu interior, impressiona! Até o maestro venezuelano Gustavo Dudamel já se apresentou lá com sua orquestra Simon Bolívar. Acompanhe o passeio dos drones pela Filarmonia:  countdown.elbphilharmonie.de/en/slowmotion/#!/
  3. E nas datas marcantes, especialmente para nossa família, ocorridas em 2015, começando pelas comemorações dos 70 anos do fim da Segunda Grande Guerra, o fim da guerra em 1945, que desencadeou uma série de acontecimentos, principalmente a emigração de inúmeras famílias da Alemanha para o Brasil, como foi o caso dos nossos antepassados. Tivemos e celebramos a vinda de membros do ramo da família Grundig, 90 anos após a vinda do primeiro núcleo familiar em 1925, que se hospedaram em nossa casa. Para essa visita mais do que especial, preparamos uma programação intensa de passeios e visitas a pontos turísticos, históricos e de exuberante natureza, com o objetivo de mostrar um pouco do que o Brasil, em particular o Estado do Rio, tem a oferecer. Porque com a exiguidade do tempo, não houve oportunidade de alçar voos mais altos e organizar passeios mais distantes. Isso ficou para a próxima visita. Mas o que ouvimos bastante, e eles não se cansaram de dizer, é que ficaram impressionados com o tamanho do nosso país. As distâncias que percorremos, de 1 hora e meia a 2 horas de viagem de carro, significavam quase nada no imenso mapa do Brasil!
    Além disso, tivemos em 2015, a comemoração dos 90 anos da mãe e avó Maria Grundig, celebrados com festa de aniversário que teve de tudo, os 80 anos do marido Roberto, com o “Boteco do Roberto”, e os 30 anos da filha Helena, eventos sobre os quais falaremos oportunamente.

Esses são alguns fatos que vieram à lembrança e que evoluíram nesses dois anos. Pretendo abordá-los mais detalhadamente em posts específicos, principalmente as comemorações familiares ocorridas em 2015. Recentemente falei que “2015 foi o ano das celebrações e 2016 o ano das mudanças”.  Complemento, dizendo que “2017 é o ano dos recomeços”. Aguardem que vou explicando aos poucos… 😉